Arquivo da categoria: Testes de Performance

Primeiros passos com Testes de Performance

Pessoal, neste post gostaria de fazer uma pequena introdução sobre testes de performance. Neste caso, não irei falar muita teoria e sim alguns itens essenciais para iniciar os estudos.

Atualmente estou participando de uma célula de estudos referente ao assunto e irei aproveitar pra postar um pouco no blog o aprendizado, pois não é que falam que quando ensinamos aprendemos duas vezes? Acredito que sim.

A minha intenção é criar vários artigos relacionados ao tema, e manter sempre atualizado este post, pois ele será o “start up”, um guia para começarmos os estudos.

Segue abaixo alguns itens que na minha visão é necessário para começar a estudar performance, caso alguém que já atua na área quiser sugerir algo, fique a vontade para colocar nos comentários, será de grande valor a ajuda.

Bom, chega de balela e vamos começar a falar sobre o assunto e conhecer do que precisamos para entrar no mundo dos testes de performance:

Gostar de leitura.

Não há como fugir! Existe muito conceito teórico sobre testes de performance, e se você quer ser um profissional da área, é obrigatório a leitura. Tenho certeza que você não vai querer ficar “boiando” quando conversar com algum profissional da área e discutir alguns conceitos como: load balancer, Throughput, Think Time, entre outros (sentiu o drama né?).

Inglês.

A maioria dos materiais de qualidade sobre o assunto que você encontrar na internet estão em inglês, portanto quanto mais conhecer o idioma melhor. Sem contar que a maioria das ferramentas pelo meu conhecimento estão em inglês. A ferramenta da Rational, Rational Performance Tester, até possui o idioma português, porém mesmo assim o interessante é utiliza-lá em inglês para praticar o idioma.

Conhecimento em programação.

Para executar estes tipos de testes é necessário um bom conhecimento em programação.

Neste caso, é importante saber programação, pois para alguns testes você irá reparar que não basta somente gravar um script de testes.

Há a necessidade de fazer um código, por exemplo, para gerar o CPF para inserir no sistema toda vez que o teste for executado, e você não vai poder colocar sempre o mesmo valor (é ai que entra a programação, você irá criar um código customizado para o seu script fazer esta tarefa).

Se você utilizar a ferramenta Rational Performance Tester (Ferramenta IBM), você utilizará a linguagem Java para codificar e caso utilize o LoadRunner (Ferramenta HP), poderá optar pelas linguagens C, Java ou Visual Basic.

Conhecimento em várias áreas de TI

Existem várias razões que podem impactar a performance de um sistema, seja uma query que foi mal elaborada, um problema na rede, consumo da memória do computador, etc. Portanto, neste caso quando você se deparar com algum determinado problema que ocorre, ficará fácil direcionar sua pesquisa ao foco do problema.

Infra-estrutura:

Diferente do mundo da programação, para os testes de performance instalar a ferramenta não siginifica que você conseguirá estudar e fazer exercícios práticos. Pois precisamos de uma aplicação, onde toda a funcionalidade dela esteja OK (de nada adianta testar performance se ela possui problemas em sua funcionalidade).

Sem contar que envolve toda uma infra-estrutura necessária (hardware potente, boa rede, servidor, etc).

Até o momento da minha jornada, deparei com estes itens para continuar com os meus estudos, porém conforme eu vou descobrindo novidades irei atualizando este post.

No próximo artigo sobre testes de performance irei citar algumas leituras e tentarei abordar o assunto mais para o lado técnico.

Até a próxima!

Abraços.

Anúncios